9 de agosto de 2011

Posted by Samuel Balbino | File under : ,

“Ora, destruídos os fundamentos, que poderá fazer o justo?” (Salmo 11.3)

A parte mais importante de uma construção é o fundamento. É a partir dele que podemos ter certeza se a obra permanecerá de pé. Fundamento mau feito ou com materiais de péssima qualidade são a ruína de qualquer imóvel, porque quando ele realmente for necessário não cumprirá o seu papel, que é de manter a estabilidade.

Nos países onde a incidência de terremotos é muito grande, as casas e edifício têm seus fundamentos reforçados e mais profundos, para que dessa forma possam suportar os impactos dos tremores. Se por acaso não houver força o suficiente para resistir aos abalos, os fundamentos são destruídos e toda a estrutura vem abaixo.

Na vida cristã acontece o mesmo. Se não tivermos um bom fundamento, se estivermos construindo nossa história com bases frágeis e simplórias, ela não vai resistir aos sismos que muitas vezes precisamos enfrentar.

O melhor fundamento que podemos ter é a palavra de Cristo.

“Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será comparado a um homem prudente, que edificou a casa sobre a rocha. E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha”. (Mateus 7.24,25).

Jesus não nos poupou das chuvas e enchentes, ele nos preveniu de que elas virão, mas se estivermos edificando sobre a rocha, sobre fundamentos sólidos, então permaneceremos erguidos. O apóstolo Paulo até sugere uma outra conjectura sobre os tipos de fundamentos sobre os quais podemos construir:

“E, se alguém edifica sobre este fundamento ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará; pois aquele dia a demonstrará, porque será revelada no fogo, e o fogo provará qual seja a obra de cada um” (1ª Coríntios 3.12,13).

O texto por si só já é bastante claro. Há fundamentos e fundamentos. Se construímos nossa vida sobre as mentiras do mundo, sobre as lógicas humanas e mesmo sobre as doutrinas dos homens, estamos edificando sobre madeira, palha e feno. Quando vier o fogo, nada restará. Agora, se nosso fundamento for Cristo e a sua palavra, ai sim termos um fundamento sólido como rocha e precioso como ouro, prata e as pedras mais preciosas de que se tem conhecimento.

Estar em Cristo, então, faz toda a diferença!

Versículo para memorizar...
“Como passa a tempestade, assim desaparece o impio; mas o justo tem fundamentos eternos” (Provérbios 10.25).


Pr. Samuel

0 comentários: