Pular para o conteúdo principal

Série: Devocionais - Domingo - Quem é o seu Senhor?


“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar o outro ou se devotará a um e desprezará o outro” (Lucas 15.13).

A quem estamos servindo? Esta é uma daquelas perguntas que precisamos nos fazer quase que a todo o momento. Parece mesmo que estamos em uma eterna dúvida. Mas o que acontece é estamos cercados por situações e cheios de hábitos dos quais nem todos glorificam a Deus.

Quando saímos para o mundo a fora, precisamos tomar cuidado com o que iremos fazer e como iremos fazer, pois as nossas atitudes revelam a quem servimos. Se nos deparamos no caminho do pecado e lhe saudamos, logo somos seus servos; mas se fugimos e nos desviamos dele, então evidenciamos que pertencemos a Cristo.

O grande problema é que há alguns que ficam “em cima do muro”. Há pessoas que gostariam de ter as duas coisas, Deus e o pecado. Não é possível Deus habitar onde há o pecado, até para poder morar em nós ele no lavou e aperfeiçoou definitivamente. Dessa forma, não pode o cristão estar envolvido com aquilo que ofende o seu salvador.

São palavras muito duras as que JESUS ensinou nesse discurso. Se alguém tenta servir a dois senhores, sempre acabará desagradando a um. Ele quis mostrar exatamente que há dois senhores possíveis, e que eles são muito opostos entre si. Ou Deus, ou o pecado. Se nos voltarmos ao pecado, automaticamente estamos desprezando a Deus. Isso é algo muito forte: Desprezar Deus. Somente quem não é um eleito pode ter tal atitude, ou mesmo um eleito antes de ser chamado por Deus. A questão é não pode haver em nosso viver nada que nos divida: uma parte para Deus, a outra parte para o pecado. Ou somos inteiramente de Deus ou do pecado e das trevas. Este é o momento para darmos um basta naquilo que está errado. Vamos servir unicamente a um Senhor, o Senhor JESUS Cristo!

Versículo para memorizar...
“Se alguém me quiser servir, siga-me; e onde eu estiver, ali estará também o meu servo; se alguém me servir, o Pai o honrará” (João 12.26).


Pr. Samuel

Comentários