Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

Algumas Observações sobre a Predestinação - IV

Algumas Observações sobre a Predestinação - III

Algumas Observações sobre a Predestinação - II

3.DE QUE A PREDESTINAÇÃO INDUZ AO PECADO. Outra afirmação equivocada acerca da doutrina da predestinação é de que ela incita as pessoas à libertinagem. Esse pensamento é muito usado para atacar a verdade cristalina da palavra de Deus tentando a desmerecer. É absolutamente ridículo que alguém que tenha ciência da sua predestinação e eleição se entregue a uma vida de libertinagem e pecado. Os que usam tal argumento parecem não acreditar em coisinha chamada “regeneração”. Se é correto pregarmos sobre salvação, também é correto falarmos sobre regeneração, novo nascimento, arrependimento. Paulo nos diz que em Cristo somos nova criatura. Fomos gerados de uma semente incorruptível. Isto significa que aqueles que foram chamados, justificados e glorificados, não podem viver mais uma vida dissoluta como antes. Por quê? Porque agora eles têm um novo pensamento, o Espírito Santo os convenceu de seus pecados, os colocou diante do “espelho espiritual” e os fez contemplar as suas imundícies, de modo …

Algumas Observações sobre a Predestinação - I

Os Decretos de Deus

Deus decreta todas as coisas harmoniosamente e em ordem excelente; um decreto se harmoniza com outro, e a relação entre todos os decretos faz a mais excelente ordem. Assim, Deus decreta a chuva no deserto por decretar as mais ardentes orações de seu povo; ou então, ele decreta as orações de seu povo por decretar a chuva.

Eu admito: dizer Deus decreta algo “porque,” é uma maneira imprópria de falar, mas não mais imprópria do que todas as nossas formas de falar a respeito de Deus. Deus decreta o último evento por causa do primeiro, não mais do que ele decreta o primeiro por causa do último.

Mas é isto o que nós queremos dizer: quando Deus decreta dar as bênçãos de chuva, ele decreta as orações de seu povo; e quando ele decreta as orações de seu povo, ele muito comumente decreta a chuva; e, através disto, há uma harmonia entre estes dois decretos, da chuva e da oração do povo de Deus.

Assim também,

•    quando ele decreta diligência e esforço, ele decreta riqueza e prosperidad…