16 de maio de 2011

Posted by Samuel Balbino | File under : , , ,


4.DE QUE A PREDESTINAÇÃO REVELA UMA ACEPÇÃO DE PESSOAS.
Geralmente os inimigos da Fé Reformada recorrem ao jargão “Deus não faz acepção de pessoas”. É muito interessante analisar essa frase quando ela aparece nas Escrituras.
“Então, falou Pedro, dizendo: Reconheço por verdade, que Deus não faz acepção de pessoas...” (Atos 10.34).
Talvez agora alguns devam estar eufóricos querendo saber como vou me livrar desse desafio. Para eles esse texto mostra que não existe predestinação, uma vez que Deus não faz acepção de pessoas, e predestinar uns e outros não deve ser considerado um tipo de acepção.
Eu fiz questão de colocar reticências para mostrar que o versículo continua, pois uma prática muito comum no “arminianismo” é isolar versículos e fingir que seu contexto não existe, eles sabem que estou dizendo a verdade. O contexto está antes e depois do texto em questão. Pergunto eu: Qual o contexto dessa fala de Pedro? Só iremos saber se começarmos a ler a partir do primeiro verso do capítulo em estudo. Lemos que havia um centurião chamado Cornélio e que ele era um “gentio” temente a Deus. Foi lhe dada uma visão onde um anjo do Senhor lhe disse que ele deveria mandar chamar Simão Pedro a sua residência. Obviamente eles não se conheciam. Nesse mesmo tempo, Pedro recebe outra visão onde ele via um lençol cheio de animais impuros e impróprios para consumo segundo a Lei Mosaica (por exemplo, o porco). Não obstante isso, uma voz diz a Pedro que se alimentasse daqueles animais, coisa que ele relutou, pois eram considerados imundos. Após isso chegam os servos do centurião procurando Pedro, e ele se dispõe e vai com eles. Só depois desses fatos o apóstolo entende o significado da visão:
“Vós bem sabeis que É PROIBIDO A UM JUDEU AJUNTAR-SE OU MESMO APROXIMAR-SE DE ALGUÉM DE OUTRA RAÇA...” (Atos 10.28).
É fundamental que entendamos isso. Fiz questão de afirmar logo no início que Cornélio era um “gentio”, ou seja, um não-judeu, alguém que não descende fisicamente de Abraão – Assim como nós. E o texto também deixa bem claro o tratamento que os “gentios” recebiam dos judeus, era proibido até aproximar-se, tão impuros que éramos considerados. Essa realidade ainda não mudou; um judeu ortodoxo simplesmente não entra na casa de um “gentio” no sábado, nem pode ser tocado por qualquer um de nós. A questão toda gira em torno desse “preconceito” dos judeus com os gentios.
“...mas Deus me mostrou que a nenhum homem considerasse comum ou impuro, por isso, uma vez chamado, vim sem vacilar” (Atos 10.28,29).
Se Pedro não tivesse recebido a visão dos animais, ele não teria ido pregar para os gentios. Foi necessário esse fenômeno para que o apóstolo pudesse entender que a salvação não é somente para os JUDEUS, e que Deus não é somente dos JUDEUS, mas dos GENTIOS também. Quando ele diz “nenhum homem” ele tinha em mente “outras raças” de pessoas, pois os judeus as consideravam impuras.
Dito isto, podemos compreender melhor o que Pedro estava dizendo quando afirmou:
Reconheço por verdade, que Deus não faz acepção de pessoas...”
O restante do versículo diz:
“...pelo contrário, EM QUALQUER NAÇÃO, aquele que o teme e faz o que é justo o é aceitável”. (Atos 10.34,35).
Deus não é RACISTA, é o que Pedro está dizendo. Em nenhum momento o apóstolo estava negando que houvesse predestinação e eleição. Apenas na mente dos “pelagianos” essa possibilidade é cogitada. O próprio Pedro sabia da eleição quando disse:
“Pois para vós outros é a promessa, para vossos filhos e para todos os que ainda estão longe, isto é, PARA QUANTOS O SENHOR, NOSSO DEUS, CHAMAR.” (Atos 2.39).
Há eleitos de Deus em todas as nações do mundo, em todas as raças e etnias, eis a razão de pregarmos para todas as pessoas. Só demorou um pouco para a idéia ser plenamente recebida.
Por outro lado não podemos negar que existe uma distinção entre os escolhidos e os reprovados. Quando Jesus diz:
“É por eles que eu rogo; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus” (João 17.9).
Temos ou não uma distinção ai? Temos! Jesus só intercedeu por aqueles que pertencem a ele, e estes estão em todas as nações e raças. E pelo restante? Por que ficaram de fora? Porque não pertencem a ele. Então, quando vemos essa expressão na Bíblia (Deus não faz acepção de pessoas), temos que ter em mente o que de fato esta sendo dito.

Ir. Samuel
Continua na próxima postagem

1 comentários:

Fábio José Lima disse...

Graça e Paz meu Irmão,

Passando aqui para dizer que lhe indiquei para participar do Meme Literário, querendo visite a página correspondente no meu blog e responda as perguntas.
Fica na Paz.