Pular para o conteúdo principal

Série: Devocionais - Segunda-Feira - Quem Ama Ajuda.


“Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a Lei de Cristo” (Gálatas 6.2).

Iniciemos a semana pensando em nosso próximo. Quantos de nós pode dizer, com certeza, que têm levado a carga do semelhante? Não significa que temos que tomar para nós os problemas dos outros, senão estariamos apenas acumulando para nós mesmos o que não somos capazes de lidar, pois se tomássemos os problemas dos outros para resolver, não teríamos nem como resolver os nossos. Então o que significa levar a carga? Significa acima de tudo amar o teu próximo.

O que Paulo quer nos ensinar é que nós como irmãos em Cristo, precisamos ajudar uns aos outros. Não criar uma disputa ou competição para mostrar quem é mais santo e mais dedicado. Observamos esse comportamento dentro da Igreja hoje. Vemos pessoas que ficam apenas esperando outras caírem em pecado para poderem se exaltar sobre isso, para exibirem seu “grau” de espiritualidade em detrimento a falta de alguém. Esta é uma atitude que demonstra uma completa ignorância e uma deficiência no amor, pois aquele que ama não fica feliz quando vê seu irmão tropeçar, mas vemos alguns que se sentem alegres quando vêem uma queda, porque lhes dá a oportunidade de criticarem e se auto-louvarem diante dos homens.

O apóstolo ensina:

“Irmãos, se algum homem for surpreendido em alguma falta, vós os que sois espirituais, restaurai-o com espírito de mansidão, considerando-te a ti mesmo, para que não sejais também tentado” (Gálatas 6.1).

Não é exatamente o contrário do que muitos fazem hoje? Quando se vê um irmão no erro, logo se vem com aquela falsa autoridade e se critica, se dá uma bronca sem levar em conta que um dia podemos cair naquele mesmo erro ou em pior. Não estamos acima de ninguém, não estamos isentos de pecar também, por isso devemos ir com mansidão e tentar reerguer o irmão caído e não lhe jogar na face acusações, este é o papel de satanás, não o nosso. É desse modo que levaremos a carga dele. Quantas vezes temos orado por irmãos que sabemos que estão indo por caminhos tortuosos? A intercessão revela o seu amor pelo próximo, pois só oramos porque amamos.

Eu acho interessante porque há pessoas que quando estão apaixonadas, fazem longas orações pedindo para Deus confirmar o sentimento ou então para que Deus faça a pessoa em vista se apaixonar também, mas porque não se ora pelo irmão que está cometendo um erro para que ele abra os olhos e volte ao caminho certo? No fundo é tudo um grande egoísmo, como se dissesse: “Eu estou bem com Deus, não ligo se fulano não está também, ele que se vire”.

Muita atenção, tudo o que praticamos um dia voltará para nós. O nosso desinteresse pelo bem do nosso próximo é uma semente que plantamos, e cedo ou tarde iremos colhê-la.

“Não vos enganeis: De Deus, ninguém zomba, porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará” (Gálatas 6.7).


Versículo para memorizar...
“A ninguém devais coisa alguma, senão o amor recíproco; pois quem ama ao próximo tem cumprido a lei” (Romanos 13.8).  


Pr. Samuel

Comentários