11 de novembro de 2010

Posted by Samuel Balbino | File under : ,

“Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação e redenção”
(1ª Coríntios 1.30)
A maioria dos cristãos hoje não têm uma resposta muito objetiva para essa pergunta proposta. Talvez alguns simplesmente digam: Ele nos salvou! Mas, a obra de Cristo foi muito ampla para nós a resumirmos em  uma única palavra. Por isso creio que o apóstolo Paulo nos fornece uma resposta mais satisfatória. Ele divide por quatro os atributos que JESUS nos impultou na cruz do calvário.
 
#SABEDORIA:
No tempo de Paulo era comum as pessoas ouvirem os "filósofos" ensinarem. Havia uma busca incessante por sabedoria por parte dos gregos (vs. 22). Porém, essa sabedoria nada poderia contribuir na relação do homem com Deus. É uma sabedoria sem valor algum no âmbito espiritual (1Co 2.6). Todavia, o Evangelho para Paulo, era a sabedoria de Deus, outrora oculta, e agora revelada aos crente através do Espírito Santo, e a sabedoria predestinada a eles. (1Co 2.6-11). Essa sabedoria é dada soberanamente por Deus, esta é a razão pela qual os poderosos e sábios segundo esse mundo não podem alcançá-la.
 
#JUSTIÇA:
A Bíblia fala de um Deus justo. Nós servimos a um Deus que é o autor da justiça. O mesmo apóstolo também nos diz que, em JESUS, Deus fez justiça (2 Co 5.21). Na sociedade atual o símoboloda justiça é uma balança com dois lados. Só pode haver justíça se ambos estiverem iguais. Usando essa conjectura podemos dizer que nós éramos pesados na balança de Deus por causa dos nossos pecados e trangressões. JESUS, como cordeiro, foi posto nessa balança conosco, mas a sua piedade foi transferida para nós, ao passo que, a nossa transgressão e iniquidade, foi repassada para ele, assim, JESUS foi punido por nossos pecados e nós recebemos misericórdia pelo seus méritos de obediência. Deus puniu a nossa transgressão nele e exerceu seu juízo e justiça.
 
#SANTIFICAÇÃO:
Santificar quer dizer "separar", separar para algum propósito especial. Em seu sacrifício, JESUS "separou" seu povo para Si (Ef 5.25,26). Podemos hoje afirmar que somos SANTOS! E isso sem nenhuma pretensão.
Esta santificação deve, entretanto, se estender à nossa vida prática (1 Co 1.1,2).  Somos santificados no espírito (separados para Deus) e chamados a desenvolver uma santidade também no corpo. Paulo nos diz que quando nos ocupamos com as coisas do Senhor, estamos santificando o corpo, assim como o espírito é santo (1 Co 7.34).
 
#REDENÇÃO:
Redimir significa "resgatar". Este significado é bem expressivo pois a Bíblia nos coloca nessa condição: Como em poder inimigo e precisando de libertação, como cativos precisando de liberdade.
Fomos resgatados do poder de satanás (Lc 11.21,22), e JESUS afirma que veio mesmo para resgatar pecadores (Mc 10,45). Todos quando crianças já ouviram contos de fadas, como os dos irmãos Grimm. É comum nesses contos haver uma princesinha indefesa presa por algum vilão, e um príncipe encantado que a liberta e casa-se com ela. Fazendo uma alusão a isso, podemos dizer que a Igreja é essa princesa que precisa do seu príncipe, que é Cristo. JESUS resgatou a sua Igreja de todo poder de opressão lá na cruz, e não só fez isso como a santificou, justificou e a encheu de sua sabedoria. Então, podemos louvá-lo e exaltá-lo por tal obra magnífica e abençoada consumada na cruz. Tudo por mim e por você! AMÉm!!!
Min. Samuel Balbino
Resumo da mensagem que será pregada hoje as 19.30hs na CEAG (Reunião de Oração e Intercessão)

2 comentários:

Paulo Brasil - Atraves das Escrituras disse...

Amado,

a cruz não seria apenas parte da obra salvífica do Senhor?

A a vida, cruz (conforme a tese do Irmãos), Ressurreição e a mediação (intercessão) não seriam as bases para que o Irmão está atribuindo apenas à morte?

A não ser que cruz inclua toda a obra do Senhor, caso contrário há mais além da cruz.

Em Cristo

juventudequebrilha.com disse...

Olá Samuel, vom retribuir a visita e te dizer que é um prazer tê-lo em nossa páginas! Volte sempre que possível... Shalom
Shirley e Tiago