Pular para o conteúdo principal

O Grande Milagre


É muito comum hoje ligarmos a TV e vermos algum “pastor” ou quem quer que seja fazendo milagres. Aparentemente cegos enxergando, surdos ouvindo, mortos ressuscitado, miseráveis tornando-se empresários e outros tantos sinais prodigiosos. Depois que Deus revelou ao meu coração a pureza de sua palavra eu deixei de dar crédito a esses “sinais duvidosos” e passei a contemplar unicamente a misericórdia de Deus derramada sobre minha vida e sua providência no curso desta.
Certa vez conversando com um irmão pentecostal ele me disse que só a pregação da palavra não era suficiente para a igreja. Tomei um susto com essa afirmação. Como a palavra não é suficiente? O irmão que me disse isso é pastor de uma denominação aqui no meu bairro, e estava me convidando para ir a formatura de uma turma do seminário teológico de lá. Pensei comigo: O que essa turma tem aprendido a mais, já que a palavra não é suficiente? Para aquele estimado colega, a pregação deve vir acompanhada da “unção”. E eu indaguei que tipo de unção seria essa, já que todo filho de Deus recebeu a unção do Espírito Santo quando creu. “Em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, tendo nele também crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa” (Efésios 1.13). Quem recebeu a JESUS em sua vida e creu nele foi ungido por Deus, diz Paulo: “Mas aquele que nos confirma convosco em Cristo e nos ungiu é Deus, que também nos selou e nos deu o penhor do espírito em nosso coração” (II Coríntios 1.21). E João também afirma: “Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós...” (I João 2.27). Não vejo a Bíblia indicando outra unção mais especial do que esta. Mas para o irmão que conversava comigo, a pregação deveria ser acompanhada pela unção de milagres, de curas, de prodígios. Ele não sabia ainda que eu sou cessaciosnista, e então quando falei para ele do meu posicionamento o amado irmão tentou me convencer de todas as formas que eu estava errado.
Eu estive no meio pentecostal, cresci lá dentro, sei como funcionam os esquemas. Hoje vejo que a igreja ao invés de proclamar o Evangelho, faz um “marketing” em cima de milagres. “Venham, venham, aqui o cego volta a enxergar! Venham, e recebam a cura de vocês! Venha, e receba prosperidade! Venham, e a sua família será restaurada!!! Vejam a emoção dessa senhora!! A mão de Deus está aqui!!! Acreditem estou escrevendo esse post e rindo...
Eu não sou incrédulo, e não limito o poder de Deus. Quando ele quer curar milagrosamente, é óbvio que ele fará. Mas o foco da Igreja não é curar a doença física, porque existe um mal muito maior que qualquer câncer, muito pior que a AIDS, muito mais terrível que todas as doenças juntas, esse mal se chama PECADO. JESUS veio chamar pecadores ao arrependimento (Marcos 2.17). Ele veio curá-los daquilo que lhes condenava eternamente. O maior milagre que ocorre hoje na Igreja é quando um pecador abandona as suas transgressões, deixa os seus pecados, as suas práticas erradas e reconhece a autoridade de Deus e o sacrifício de JESUS. É quando o chamado de Deus ao homem o convence da sua condição de réu e que a única saída para ele é render-se a voz do bom pastor, que é JESUS. Mas não dá pra fazer “marketing” com isso. Já pensou como seria bom se as propagandas “evangelísticas” fossem assim: “Venha, ouçam o evangelho que liberta, a palavra que santifica e conduz à vida eterna!!” Pelo contrário, quando se faz propaganda das coisas de Deus (pelo menos teoricamente deveria ser de Deus) se procede assim: “Próximo domingo, grande concentração de fé e milagres. Tragam os coxos, aleijados, cegos, aidéticos, cancerosos para receberem a sua vitória!!!” É interessante que nesse tipo de anuncio eles nunca pedem para levarem os mortos também, afinal, eles também têm poder para ressuscitá-los, não é verdade?
Os templos estão ficando cada vez mais cheios de oportunistas, pessoas que não dão a mínima para o evangelho, que nunca se converterão e que estão ali apenas para granjearem algum benefício. E esse tipo de igreja que nós queremos?  A ênfase nos milagres leva a isso. Precisamos voltar para a Bíblia e abandonar as malícias e malandragens dos homens.

Pr. Samuel

Comentários

Liliane disse…
Pentecostais?!
Generaliza não
Saidy Lopes disse…
Assuntos interessantes no seu blog.
Deus possa realmente iluminar a sua mente para ser um instrumento de uma "nova" reforma na Igreja de Cristo. Sou agora seu seguidor também!
Gostaria de ver mais assuntos da sua autoria, seus pensamentos e reflexões pessoais.
Um abraço,
http://saidylopes.blogspot.com/
Sonhos De Deus disse…
PAZ IRMÃO MUITO BOM TEU BLOG,JA ESTOU TE SEGUINDO,UMA BENÇÃO O POST TAMBÉM, QUE DEUS PAI CONTINUE TE ILUMINANDO,SEMPRE QUE PUDER ESTAREI POR AQUI,TENHA UMA SEMANA ABENÇOADA FICA COM NOSSO PAPAI!!!
Sonhos De Deus disse…
PAZ IRMÃO MUITO BOM TEU BLOG,JA ESTOU TE SEGUINDO,UMA BENÇÃO O POST TAMBÉM, QUE DEUS PAI CONTINUE TE ILUMINANDO,SEMPRE QUE PUDER ESTAREI POR AQUI,TENHA UMA SEMANA ABENÇOADA FICA COM NOSSO PAPAI!!!
Li um pensamento de calvino que diz A igreja de Deus será educada pela pregação autentica da palavra de Deus e não pelas invenções dos homens. O miss. Paulo washer, pregando disse o problema da igreja atual é que muitos não acreditam que a Bíblia é suficiente. Creio que Deus cura, mas também acredito que o maior milagres e a salvação do percador. uma boa noite Pr. Samuel