24 de fevereiro de 2011

Posted by Samuel Balbino | File under : , ,


Um dia um Pai recebeu uma notícia muito triste, uma notícia que nenhum Pai gostaria de receber. De repente chega um dos empregados e diz: 
- É melhor sentar, pois não trago boas notícias! O Pai franziu a testa e logo sentou-se:
- O que aconteceu? Perguntou temendo o pior. É o sobre o seu filho, Senhor.
- Meu filho? Exclamou o Pai.
- Sim Senhor, aconteceu uma coisa terrível com ele, sinto muito. Disse o empregado em um tom muito comovente
.- Mas onde ele está? Me leve até lá pra que eu possa ajudá-lo!
- Eu receio que seja muito tarde Senhor, infelizmente ele faleceu. Falou o empregado.
Quando ouviu estas palavras o Pai levou as mãos ao rosto e curvando a cabeça se colocou a chorar. As lágrimas escorriam quentes por sua faça robusta e marcada pelo tempo. E depois de respirar fundo perguntou:
- Mas em nome de Deus, o que aconteceu com ele?
- Seu Filho como sempre, Senhor, estava conversando com algumas pessoas na rua sobre suas idéias, aquelas que ele dizia que são necessárias pra termos um mundo melhor, quando algumas pessoas que o ouviam não gostaram de algo que ele disse e partiram pra cima dele.
- E ninguém o ajudou?
Perguntou o Pai.
- Não Senhor, os que estavam a favor dele quando viram a cena simplesmente fugiram.
- O que fizeram com ele?
- Senhor, ele está bastante desfigurado, os homens arremeteram contra ele, bateram, deram socos, pontapés, cuspiram nele, lhe acertaram com duas estacas de madeira e ainda retiraram sua roupa em plena rua, O chamaram de mentiroso, de fanático, de lunático, disseram até que ele era um bastardo, que não era seu filho legítimo. Depois de tudo isto, o deixaram lá morrendo aos poucos, quando cheguei já era tarde de mais, então recolhi seu corpo e vim lhe trazer essa péssima notícia.
O que você faria se estivesse no lugar desse Pai? Existem 3 opções possíveis:

1ª Exigir justiça:  Ir a polícia, prestar queixa de homicídio. A polícia faz a investigação, prende os culpados, eles são julgados e pagam por seu crime na cadeia - Isto é justiça.

2ª Fazer vingança: Como o Pai é uma pessoa de poder e influência em sua cidade, ele  pode contratar alguns pistoleiros que de maneira muito dissimulada, encontram esses homens que mataram seu Filho é os mata também, de maneira fria e dolorosa, e assim vinga a morte de seu Filho. - Isto é vingança.
3ª A terceira opção prefiro que vocês descubram na própria atitude do Pai. Após isto o empregado disse:

- Senhor, estou ligando para a polícia. Falou enquanto tirava o telefone do gancho.- Coloque isso de volta no lugar! Exclamou o Pai.

- Mas Senhor, temos que da parte de algo assim. Retrucou o empregado com voz de espanto.
- Não. Não vou fazer isso. Disse o Pai.

- O Senhor, então, prefere que eu contrate um pistoleiro para vingar seu Filho?- De jeito nenhum! Isto também não farei!
- Então quais são as suas ordens sobre o assunto, meu Senhor? Perguntou o empregado confuso.
- Leve-me até essas pessoas que fugiram enquanto meu Filho era morto, e também àquelas que o mataram. Tenho muito o que lhes dizer.
Já na presença dos assassinos e dos que fugiram diante do crime, o empregado esperava uma atitude enérgica do seu Senhor, quando ele disse as seguintes palavras:
- Vocês mataram meu filho!  E não ajudaram enquanto ele morria. Vocês tiraram algo muito precioso de mim, vocês me causaram muita tristeza. Mas a partir de agora eu digo que todos vocês são meus filhos. Esta agora é sua casa, tudo que é meu, é de vocês. Também agora, todo o amor que tenho pelo vosso irmão que morreu, direciono a vocês também. Eu perdi um filho, mas em compensação, ganhei muitos outros. Eu perdoou o que vocês fizeram. Vocês são agora a minha familia!
Este Pai não quis justiça e não fez vingança. Ele agiu com GRAÇA! Aquelas pessoas não eram dignas, mas receberam um favor muito grande. Elas cometeram coisas terríveis, mas receberam perdão, eles receberam Graça!

Deus é este Pai, e nós somos os assassinos, por nossa causa JESUS foi torturado e morto. Mas Deus não nos puniu, ele nos adotou como filhos. Nos deu sua graça, nos deu aquilo que não mereciamos. Devemos ser gratos por todas essas coisas. Se você ainda não ouviu o perdão que Deus te concede, pare por um momento e ouça, ele te diz estas mesmas palavras: Eu te perdoou! Você agora faz parte da minha familia! Acredite nisso. Deus tem essa Boa Notícia para você!

"Nisto está o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou primeiro" (1ª João 4.10).

Pr. Samuel

2 comentários:

Marcelo Targon disse...

paz
boa tarde
muito boa postagem.
visite o meu blog, se gostar, vamos trocar os banners para divulgar ok?

Deus abençoe
Marcelo
www.marceloibl.blogspot.com

Vivendo pela Palavra de Deus!!! disse...

Essa historia reflete o amor que Deus expressou através da morte de Jesus Cristo pelo pecador pelo seu inimigos , João diz Porque Deus amou o mundo de TAL maneira que deu o seu único filho, e todos que o aceitarem deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome.

Uma boa tarde Pr. Samuel