28 de outubro de 2010

Posted by Samuel Balbino | File under :











“Cria em mim, ó Deus, um  coração puro, e renova dentro de mim um espírito inabalável” (Salmo 51.10).

Nessa semana especial precisamos de uma reflexão especial.
Estamos comemorando 493 anos de Reforma Protestante.
Estamos diante de uma das maiores quebras de valores cristãos e abandono quase coletivo dos bons costumes e práticas da Igreja.
Essa época de Reforma é um momento de olharmos para dentro de nós mesmos.
É hora de tentar corrigir aquilo que está errado.

»Eu entendo que a Igreja precisa fazer essa mesma oração de Davi.
         Davi orou em um momento de contrição pelo seu pecado;
         Ele reconheceu seu erro adulterando com a esposa de Urias;

»Davi em sua oração pedia um coração puro (porque o dele já não estava mais tão puro assim)
         Davi estava acomodado em casa em vez de ter ido à guerra (2º Sam cap. 11);
         Ele não estava fazendo, portanto, a vontade de Deus;

»A Igreja está deixando de ir para guerra
         A guerra que acontece dentro de nós, contra as nossas vontades (1ª Co. 9.27);
         A guerra que acontece quando sentamos para orar e estudar as escrituras;

»No século XVI as pessoas eram impedidas  de ler a palavra, hoje elas são desestimuladas e são levadas a priorizarem outras coisas.

»Precisamos de um coração puro
         Puro, santo, separado, dedicado a Deus;
        Esse era o pensamento dos reformadores, uma Igreja santa, não corrompida  pelo dinheiro, pela  ganância, pela ostentação;
Uma Igreja onde todos pudessem se edificar e santificar através da Palavra (Jo 17.17);
Se quisermos um coração puro, busquemos na Palavra de Deus (Sl 119.9-11);
Mas o povo de Deus de não quer gastar tempo com a palavra, não está querendo ir a guerra;
Está acontecendo o mesmo que ocorreu com os judeus no tempo de Paulo (At 28.26,27)

»Davi também pediu um espírito inabalável.
         Inabalável quer dizer forte;
         Para que o corpo físico possa ser inabalável ele precisa de boa alimentação e exercício;
         A Igreja também está precisando de um espírito inabalável, forte;
         Forte para não aceitar o pecado;
         Forte para não se deixar levar pelos falsos ensinamentos;
Forte para não misturar Lei cm Graça
É na palavra que está essa força (1ª Jo 2.14/ 2ª Tm 2.1/ 1ª Tm 4.7,8);
“A Igreja precisa de uma nova mente e um novo coração, um coração puro e dedicado a Deus (não às coisas terrenas) e uma mente fortalecida pelo poder da Palavra”
Amém, assim seja!
Ir. Samuel Balbino
(Esboço da mensagen que será pregada hoje às 19:30 na CEAG)

1 comentários:

Liliane disse...

"Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens." Mateus 5:13

A Igreja do Senhor nesse tempo vive um momento de frieza espiritual e o pior não esta pecerbendo.
DESPERTA! OH! NOIVA DO CORDEIRO!